Como saber se a chave codificada quebrou?

Como saber se a chave codificada quebrou? - Pi√° Chaves

Como saber se a chave codificada quebrou?

Voc√™, como chaveiro automotivo, deve saber muito bem que a falta de partida em um carro pode ser causada n√£o apenas por um problema mec√Ęnico, mas por conta da parte de igni√ß√£o, mais especificamente da chave, principalmente em modelos fabricados a partir de 1995.

No post de hoje, entenda melhor como saber se a chave codificada est√° com defeito e se precisa de reparo. Acompanhe 6 dicas fundamentais para chaveiros profissionais:

1. Como funciona o sistema de uma chave codificada?

Impercept√≠vel para o motorista comum, as chaves codificadas executam uma s√©rie de a√ß√Ķes que acabam sendo mais conhecidas pelos profissionais da √°rea.

Do momento em que ela é inserida na ignição até a partida, alguns processos acontecem para permitir o funcionamento do motor. Entender por completo esse processo também permite que o chaveiro levante suspeitas de onde pode estar um defeito e resolver com o máximo de agilidade possível a demanda.

O sistema começa a partir do instante em que a chave é inserida pronta para ser girada na partida. Depois disso, uma pequena antena é eletrificada por pulso enviado pela central de comando do veículo. O transponder que está na chave é alimentado e envia o código secreto para a antena, que o recebe e transmite para a leitura no computador de bordo.

Somente se esse c√≥digo que saiu do transponder e se comunicou com a central for igual √© que os bicos recebem alimenta√ß√£o el√©trica para o funcionamento do sistema de inje√ß√£o. O resultado √© ligar o motor. E tudo isso acontece em um fra√ß√£o de segundo.

2. Quais sinais são dados pelo veículo?

Os automóveis com chaves codificadas possuem no painel um sensor luminoso que indica o processo de leitura. Em geral ele é um desenho de uma chave.

Esse indicador √© o que comunica o funcionamento do imobilizador eletr√īnico, que vai permitir ou n√£o a partida. Se ele n√£o se apaga, h√° um erro no sistema. Pode ser desde uma decodifica√ß√£o da chave at√© um defeito no m√≥dulo de igni√ß√£o. √Č preciso utilizar um aparelho espec√≠fico que o chaveiro profissional deve ter para fazer a verifica√ß√£o.

3. Como garantir a segurança de chaves codificadas?

O transponder representa toda essa segurança e é o dispositivo na forma de um chip que carrega o código de identificação para fazer a chave funcionar. Esse código precisa ser o mesmo que está cadastrado na central code do veículo para que haja a comunicação e o consequente funcionamento do motor.

Quando a chave para de funcionar √© preciso fazer a leitura na central com equipamento espec√≠fico para identificar o c√≥digo correto. O mesmo pode tamb√©m ser solicitado via concession√°ria, que em geral cobra pelo servi√ßo e demanda tempo.

Os transponders s√£o fabricados por empresas diferentes (Sokimat, Texas, Philips, Temic, entre outras) e funcionam com sinal de emiss√Ķes particulares, que variam a partir do modelo e marca do ve√≠culo.

4. O que é a antena de transmissão?

Parte fundamental no processo de ignição, a antena da chave codificada pode ser afetada por conta do calor e para de funcionar corretamente. Ela fica, em geral, logo acima do transponder.

5. Qual a import√Ęncia do transponder?

O ¬ďc√©rebro¬Ē da chave codificada, ou seja, o transponder, fica protegido contra quedas e outros imprevistos, mas n√£o √© indestrut√≠vel. Se o motorista deixa a chave cair em algum l√≠quido e ocorrer infiltra√ß√£o que danifica o chip, ele simplesmente deixa de funcionar.

Interferência eletromagnética também é possível e ocorre geralmente por conta da proximidade com algum eletrodoméstico.

Alguns modelos de carros possuem sistemas criptografados e com transponders da Philips, em que as senhas de acesso ainda não estão disponíveis em tabelas e aparelhos que não sejam das montadoras.

6. O que acontece quando o fusível queima e o imobilizador é trocado?

Ve√≠culos que s√£o recuperados de seguradoras ou passaram em oficinas de repara√ß√Ķes podem ser afetados por algum fus√≠vel queimado. Esse defeito pode refletir na igni√ß√£o e atrapalhar a comunica√ß√£o entre o transponder e a central.

Possíveis problemas com fusível também dificultam o serviço de habilitação das novas chaves porque não ocorre a correta leitura do sistema. Bateria fraca, relé queimado e troca de leitores de imobilizadores também influenciam na produção da nova chave.

Esses procedimentos e dicas mencionados aqui v√£o ajud√°-lo na hora de um cliente pedir socorro. Ter conhecimento sobre como saber se a chave codificada est√° quebrada garante credibilidade, que pode levar a uma boa propaganda e √† comunica√ß√£o boca a boca.